Início > > Planejamento da Maternidade Tardia

Canal Pró-Criar


Busca por tópico

Carregando...

Planejamento da Maternidade Tardia

Disponível em

Belo Horizonte

(31) 3292.5299

Juiz de Fora

(32) 3216.5092

Pouso Alegre

(35) 3422.9302

Entre em Contato

Fale Conosco
Agende Consulta
As mulheres estão deixando a gravidez para uma idade mais avançada, por motivos pessoais, de trabalho ou estudo. Este adiamento da maternidade pode ter como consequência uma diminuição da fertilidade e aumento das chances de abortamento, além de outras consequências.

 
O desenvolvimento das técnicas de criopreservação tem permitido a estas mulheres colher e criopreservar seus óvulos numa idade ainda jovem para a utilização no momento que desejarem.

Apesar dos avanços nesta área, não existe uma técnica que dê a garantia de uma gestação futura. Portanto, o melhor conselho que se pode dar a um casal é que tentem engravidar naturalmente enquanto a mulher estiver com seu melhor potencial reprodutivo, isto é, até por volta dos 34-35 anos. Entretanto, existem situações pessoais, especialmente a ausência de parceiro que irão levar ao adiamento da gestação para idades mais avançadas (acima de 35-40 anos).



Recomenda-se realizar este procedimento até os 35 anos e o número mínimo de óvulos maduros a serem congelados seria de 12 . Com 12 óvulos a paciente poderia realizar um ciclo de fertilização in vitro com taxas de gravidez por tentativa semelhantes às obtidas com óvulos “frescos”, podendo atingir até 40-50% de chance de gravidez. Quanto maior o número de óvulos congelados, isto é, 12, 24, 36 óvulos, mais chances de fertilização in vitro a paciente tem e consequentemente maiores as chances de gravidez no futuro. Na verdade, a paciente está guardando possibilidade de uma ou mais tentativas de fertilização in vitro e não a gravidez em si.
Extrapolando estes dados para pacientes com idade um pouco mais avançada, imagina-se que as taxas de sucesso sejam semelhantes à de óvulos frescos da mesma idade, isto é, sempre inferiores com o passar da idade dos óvulos. Significa que com idades superiores a 35 anos, mais óvulos seriam necessários. Não há ainda publicações com grande número de casos após os 35 anos.



A criopreservação de oócitos aspirados dos ovários após a indução da ovulação com medicamentos é uma técnica que pode ajudar as mulheres a alterarem este determinismo genético da nossa espécie:
“Comparado com a alta expectativa de vida dos humanos modernos, a mulher enfrenta uma relativa perda precoce da fertilidade. Isto é conhecido como INEQUIDADE BIOLÓGICA, uma situação na qual a criopreservação de óócitos pode, pela primeira vez ajudá-las a escapar.” Dondrop WJ et al. Human Reproduction 2009; 24:1779-1785



Curta a nossa página

Acompanhe as novidades na página do Facebook

Veja nosso vídeo Institucional

Conheça a PRÓ-CRIAR

Belo Horizonte
(31) 3292-5299 / (31) 2533-3800
Juiz de Fora
(32) 3216-5092
Pouso Alegre
(35) 3422-9302
Desenvolvido por ACESSOWEB DESIGN